Topo

Está tocando bem? Cuidado com o seu ego!

arrogancia

Está tocando bem? Cuidado com o seu ego!

No campo da música, conseguir progressos, adquirir novas habilidades é trabalhoso. O percurso é árduo, as conquistas vêm aos poucos, com o suor do esforço e da dedicação. O crescimento é lindo!

 

O problema aparece quando o orgulho da conquista se torna arrogância, soberba, quando o músico começa a se achar melhor que os outros.

 

Não falo da inveja que você pode causar ao seu redor, sobre a qual, certa vez, Tom Jobim observou: “o sucesso é ofensa pessoal”, pois o seu sucesso incomoda o outro.

 

Falo de algo mais grave: do orgulho que leva o músico a subir num pedestal e a olhar para o próximo com arrogância.

 

Não há pecado em reconhecer o que você vale, o que você alcançou. Aliás, precisamos assumir, com felicidade, os nossos êxitos. O perigo pode ser a postura que passamos a ter diante das outras pessoas, seja numa banda, seja com os colegas da escola de música, seja no estúdio de gravação ou, até, com o nosso público.

Sobre a arrogância
No dicionário Michaelis lemos o que é arrogância:

 

1. Orgulho que se manifesta por atitude de prepotência ou desprezo com relação aos outros; altivez, cachaço, jactância, presunção, soberba: “[…] melhor seria que não ostentasses esta tua arrogância de rico!”.

 

2. Falta de respeito; liberdade desrespeitosa; atrevimento, insolência, ousadia.

arrogancia determinada pela insegurança

No filme Wiplash, um professor frustrado se torna arrogante.

O caso

Recentemente, numa casa de música ao vivo, assisti a uma cena interessante: na mesa ao meu lado, no intervalo entre uma música e outra, uma mulher pega em mãos o próprio celular para ver algum conteúdo, quando o jovem saxofonista da banda logo adverte: “no photos, no photos”. Foi então que a jovem, com tranquilidade, pergunta-lhe o porquê porque dele achar que ia tirar uma foto dele, “você não é nenhuma superstar”. Momento de constrangimento geral.

 

Eis o perigo: você dá poderes ao seu ego e ele o consome. Passa a olhar para si próprio como se fosse um super-herói. Esquece que ninguém cresce sozinho, que todos precisamos uns dos outros.

 

Recentemente, li uma frase do escritor Rodrigo Domit que diz:

“O ego vai te levar longe, e vai te deixar lá, sozinho”.

A relação com o outro

Para quem deseja crescer, talvez seja interessante pensar que a simplicidade é a chave do seu sucesso. Estabeleçamos parcerias sinceras com pessoas que tenham os mesmos objetivos e atitudes. Nunca pensemos que “já chegamos”. O mundo está em constante evolução. O que fizemos ou conquistamos ontem pode ser feito, ainda melhor, hoje.

Comentários de Facebook
Redação Terra da Música
Sem comentários

Deixe seu comentário